Mania de limpeza

Você já ouviu falar em mania de limpeza? Talvez você a tenha e não saiba. Ou conheça alguém que tenha. É quando há preocupação excessiva com a higiene pessoal e/ou em manter a casa e os objetos sempre limpos. Como acontece com qualquer hábito, isso pode fazer com que a pessoa deixe de fazer outras coisas importantes na vida, além de trazer prejuízo à saúde física e mental e ao convívio social.

Gostar de limpar o chão, a parede, os móveis etc., bem como manter sua casa arrumadinha, não é nada de mais. Mas onde a limpeza começa a virar obsessão? Alguns dos principais sinais disso são:

  • gastar mais de três horas por dia limpando a casa;
  • presença de vermelhidão ou feridas nas mãos, quando há constante necessidade de higienizá-las;
  • estar sempre desinfetando o sofá e a geladeira;
  • deixar de participar de eventos sociais para não perder tempo;
  • não deixar que se realizem eventos na própria casa;
  • não permitir a presença da própria família em certos cômodos e nunca receber visitas;
  • sempre achar necessário que tudo esteja limpo ou no lugar certo;
  • pensar que precisa limpar objetos que não costumam estar limpos, como o cartão de crédito, o celular ou a chave de casa ou do carro.

Além disso, cabe destacar a importância da sujeira na defesa do organismo. Os germes ajudam a fortalecer o sistema imunológico. Sabe aquela propaganda de sabonete que diz que o produto mata até 99,9% dos germes? Tome cuidado. Isso pode ser prejudicial à sua imunidade.

A mania de limpeza nada mais é do que uma forma de transtorno obsessivo-compulsivo (TOC). Saiba mais clicando aqui.

Se você tem um ou mais dos hábitos listados acima, ou conhece alguém que tem, pode contar com a UNIICA. Ligue (41) 3271-5855 ou envie um e-mail para contato@uniica.com.br.

Fonte de referência: Tua Saúde, Casa Prática Qualitá

Mania de limpeza
Rolar para o topo
Skip to content