Transtorno de ansiedade: exercícios físicos ajudam

Ansiedade é algo normal em nosso dia a dia. Quando você vai fazer a prova final na faculdade, ou em uma entrevista de emprego, ou seu time de futebol vai jogar a decisão do campeonato, entre outras situações, é inevitável ter algum nível de ansiedade. Porém, às vezes, isso pode estar em excesso. Você pode estar com medo de não passar ainda no meio do semestre, ou ter certeza de que não vai conseguir o emprego. Tem-se então um transtorno mental, que pode prejudicar sua vida e a dos seus conhecidos.

São várias as causas possíveis do transtorno de ansiedade, podendo estar combinadas ou sozinhas. Entre elas estão: traumas, estresse, genética, doenças físicas e depressão.

Exemplos de sintomas psicológicos

  • Resposta inadequada ou exagerada diante de situação cotidiana;
  • Nervosismo ou tensão frequente;
  • Dificuldade em lidar com incertezas;
  • Incapacidade em controlar pensamentos que não desaparecem;
  • pessimismo relacionado a preocupações;
  • dificuldade em tomar decisões;
  • dificuldade em se concentrar nas tarefas do dia a dia.

Exemplos de sintomas físicos

  • Sensação de fraqueza ou cansaço;
  • Problemas no sono;
  • Dores musculares;
  • Respiração muito rápida;
  • Suor;
  • Tremores;
  • Assustar-se facilmente;
  • Dores de cabeça;
  • Diarreia ou náuseas.

Exercícios físicos podem ajudar

Além de sessões de terapia com seu psicólogo, técnicas de relaxamento e remédios, atividades físicas podem ajudar a aliviar a ansiedade. Correr, dançar, nadar e jogar bola são exemplos de práticas que causam sensação de bem-estar, além de ter um efeito de “treino mental” e estimular a integração social.

Se tem algum sinal de transtorno de ansiedade ou conhece alguém que tem, marque uma consulta na UNIICA. Ligue (41) 3271–5855 ou envie e-mail para contato@uniica.com.br (UNIICA com dois is).

Fontes de referência: Zenklub (1) (2), BoaConsulta, Hospital Santa Mônica, VivaBem

Transtorno de ansiedade: exercícios físicos ajudam
Voltar ao topo
Skip to content