Saiba o que é síndrome de burnout e como tratá-la

Você já deve ter ouvido falar, ou lido nas suas redes sociais, sobre a síndrome de burnout. Também chamada síndrome do esgotamento profissional, é característica de trabalhos desgastantes, que exigem muita competitividade ou responsabilidade.

O excesso de trabalho é a principal causa. Profissões que exigem turnos constantes, como a de médico, enfermeiro, professor, policial, jornalista, etc., estão entre as mais afetadas.

São sinais e sintomas da síndrome:

  • cansaço excessivo, físico e mental;
  • dor de cabeça frequente;
  • alterações no apetite;
  • dificuldade para dormir;
  • dificuldades de concentração;
  • sentimentos de fracasso e insegurança;
  • pessimismo constante;
  • sentimentos de derrota, desesperança ou incompetência;
  • mudanças repentinas de humor;
  • vontade de ficar sozinho;
  • pressão alta;
  • dores musculares;
  • problemas no estômago e/ou intestino;
  • alteração nos batimentos cardíacos.

Dependendo do caso, a síndrome pode ser tratada com medicamentos ou apenas sessões de terapia. Normalmente, o tratamento dura de um a três meses, mas é possível que dure mais.

Experimente mudanças nos seus hábitos e estilos de vida. Proponha mudanças nas suas condições de trabalho. Mantenha atividades físicas regulares e exercícios de relaxamento. Se necessário, tire um tempo para se divertir com sua família, amigos, etc.

Mas é melhor prevenir do que remediar. As medidas acima são também formas de evitar que o esgotamento apareça. Outras delas são:

  • Definir pequenos objetivos pessoais e profissionais;
  • fazer atividades que fujam da rotina, como passeios, restaurantes e cinema;
  • evitar pessoas negativas, especialmente as que reclamam do trabalho e das outras pessoas;
  • conversar com alguém em quem confia sobre como está se sentindo;
  • fugir de bebidas alcoólicas, fumo e outros vícios;
  • não tomar remédios por conta própria, sem orientação médica.

Se está precisando de um diagnóstico, conte com os psicólogos e psiquiatras da UNIICA. Ligue (41) 3271-5855 ou envie e-mail para contato@uniica.com.br (UNIICA com dois is).

Fontes de referência: Ministério da Saúde

Saiba o que é síndrome de burnout e como tratá-la
Rolar para o topo
Skip to content