Home/Artigos / Assertividade x Agressividade

Assertividade x Agressividade

17 de maio de 2016

5 novembro, 2015 às 13:03  |  por equipe do Blog Maluco Beleza

Tivemos uma conversa rápida, ele foi muito grosseiro. Eu estava contando minha história desde o início, mas ele interrompeu, pediu que fosse breve e apenas respondesse às suas perguntas.”

Quando uma paciente queixou-se dessa maneira, referindo-se a um médico perito, foi possível resignificar sua percepção sobre o ocorrido. Perguntei se houve rispidez nas palavras por ele usadas, ela afirmou que não. Perguntei se seus gestos haviam sido bruscos, ela negou demonstrando estranheza. Perguntei se ele havia elevado o tom de voz ou sido desrespeitoso em algum momento, mais uma vez a resposta foi negativa. Por fim, fizemos um exercício de empatia, buscando imaginar o quanto pode ser corrida e repetitiva a rotina de um médico perito, avaliando a importância do tempo bem aproveitado em seu dia a dia e o quanto para ele as informações pontuais são valiosas. Dessa forma, exercitando a empatia, a conclusão a que chegamos foi: “De fato, ele não foi grosseiro, foi assertivo”.

Dentre as habilidades sociais a assertividade tem destaque por representar a medida adequada de honestidade, objetividade, respeito e autorrespeito no trato com o outro. Ser assertivo é dizer aquilo que se pensa de forma clara e honesta, sem desrespeitar o interlocutor e nem a si próprio. Ser assertivo é simples. É uma expressão de inteligência emocional, mas muitas pessoas confundem a clareza de comunicação com agressividade.

Motivadas por sentimentos de culpa, crenças pessoais de subserviência ou autoestima rebaixada, muitas pessoas não conseguem se expressar da forma como deveriam, ou gostariam. Para essas pessoas, dizer a palavra “não” frequentemente representa algo reprovável perante aos outros. Nesses casos, é comum que o “não” vindo de outros também seja mal compreendido.

Por outro lado, algumas pessoas têm a dificuldade de dizer aquilo que querem com um trato adequado – de fato são pessoas grosseiras que acreditam estar fazendo uso da assertividade – e assim, aquilo que chamam de excesso de sinceridade é na realidade falta de respeito.

Ser assertivo é saber dosar as palavras e estar atento com a forma de expressar-se. O ser humano é um ser social, está inserido em grandes e pequenos grupos, relaciona-se o tempo todo e pode-se dizer que é dependente em algum nível dessas relações; para que essas relações sejam saudáveis e assertivas é preciso considerar que cada indivíduo é único e que o relacionamento interpessoal exige um bom nível de inteligência emocional. Quando existe respeito nas relações, pode-se dizer aquilo que se pensa, sem receio de parecer agressivo e pode-se também ouvir aquilo que é necessário sem entender como grosseria.

Hoje é um bom dia para usar a assertividade, que tal experimentar?

 

Yara Luiza Moreira Braguinia, Psicóloga da UNIICA

Compartilhe